arquivo

Arquivo mensal: março 2014

Imagem

todos os dias empresto os olhos
para que ele veja os barcos
que entram e saem
navegando pela barra do cais

meus olhos calculam
a manobra do prático na linha das pedras
a massa líquida marítima
e o horizonte impreciso nos dias de chuva

quando o último navio desaparece
permanecemos imóveis no cais imaginário
sob o céu de pedra
acaricio a água com os olhos.

estamos nus

 

 

[jussara salazar]